Inês e o Rei

…Meu Senhor, 
Esta he a mãy de teus netos. 
Estes são Filhos daquelle filho, que tanto amas. 
Esta he aquella coitada molher fraca, 
Contra quem vens armado de crueza. 
Aqui me tens. Bastava teu mandado 
Pera eu segura, e livre t’esperar, 
Em ti, e em minh’innocencia confiada. 
Escusarás, Senhor, todo este estrondo 
D’armas, e Cavaleiros; que não foge. 
Nem se teme a innocencia, da justiça.