Poeta

António Vítor Ramos Rosa, foi um poeta, português, tradutor e desenhador. Ramos Rosa estudou em Faro, não tendo acabado o ensino secundário por questões de saúde.

1924 | POETA

António Ramos Rosa

foto: Carmo Montanha

vida e obra

António Vítor Ramos Rosa é um dos grandes poetas portugueses, também reconhecido pela sua pintura e críticas literárias. Nasce em Faro mas na década de 40 passa a residir em Lisboa.

Durante os anos 50 é diretor de várias revistas, como “Árvore” (que funda com outros escritores e que se torna uma referência na década), “Cassiopeia” e “Cadernos do Meio-Dia”. É durante esse período que publica os seus primeiros poemas em revistas.

Recebeu vários prémios de poesia, o primeiro dos quais pela obra Viagem Através de Uma Nebulosa, partilhado ex-aequo com Henrique Segurado. Em 1980, o Prémio do Centro Português da Associação de Críticos Literários, pelo livro O Incêndio dos Aspectos; em 1988, o Prémio Pessoa; em 1989, o Prémio APE/CTT, pela recolha Acordes, e, em 1990, o Grande Prémio Internacional de Poesia, no âmbito dos Encontros Internacionais de Poesia de Liège.

“Não posso adiar este braço
que é uma arma de dois gumes amor e ódio.”

Excerto de "Não posso adiar o amor" | 1960

o poeta no parque

Movimento da natureza, da vida e do saber, sempre perseguido, nunca confirmado.

Leitura escultórica
Escultura
Imagem hierática, fechada, percorrida por uma fenda perpendicular que é uma abertura no seu hermetismo.

Leitura Poética
Escrita que fala da mudança, do devir, da vida. Retrato da temporalidade.

partilhar
conteúdo relacionado

Nota Biográfica

Nascimento: 17 de outubro de 1924 – Faro
Morte: 23 de setembro de 2013 – Lisboa

Poema e Entrevista

Não posso adiar o amor

Perfil: 1978

Parque dos PoetaS

Pétala 57

Mecenas: IMOPOLIS, Sociedade Gestora de Fundos de Investimento Imobiliário, S.A.

Localização

  • poemas
  • palavras
  • recursos
  • bibliografia

 

 

Não existem ainda recursos para apresentar sobre este poeta.

 

 

 

 

Consulte a sua obra no catálogo das Bibliotecas Municipais de Oeiras. Clique aqui.