Escultor

Lagoa Henriques é o autor da Estátua de Fernando Pessoa, no Chiado, em Lisboa.

Foi ainda autor de desenhos e esculturas, notáveis, poeta, conferencista e colecionador de peças tão diversas como pinturas, conchas, livros e troncos de árvores.

1957 | escultor

Lagoa Henriques

foto: Carlos Santos

vida e obra

Concluiu o Curso Superior de Escultura em 1954, na Escola de Belas-Artes do Porto, com 20 valores. Foi bolseiro do Instituto da Alta Cultura, em Itália, durante três anos, onde em Milão, trabalhou sob a orientação do escultor Marino Marini.

Foi Professor na ESBAP (1959/66), e na ESBAL (1966/1993) onde exerceu uma ação pedagógica de grande relevo.

Como escultor recebeu prémios nacionais e internacionais estando representado em coleções públicas e privadas bem como em inúmeras localidades através da sua vasta obra de escultura pública.

Entre as suas obras podemos destacar a escultura de Fernando Pessoa, frente à Brasileira, no Chiado, em Lisboa; O Segredo, no Jardim Amália Rodrigues; a estátua de Guerra Junqueiro; o mausoléu de Fernando Pessoa, no Mosteiro dos Jerónimos, bem como motivos escultóricos nos Hotéis Rex, Ritz e Altois, todas em Lisboa. Tendo muitas mais espalhadas por todo o pais.

Deixou ainda um vasto legado poético ainda não publicado. 

O escultor no Parque dos Poetas

“Pensando-vos estou, filha;
vossa mãe me está lembrando;
enchem-se-me os olhos dágua,
nela vos estou lavando.”

excerto Cantiga da menina e Moça | 1554

Leitura Escultórica

A obra é constituída por dois elementos escultóricos:
– Figura feminina sentada em escala natural
– Tronco de árvore (altura máxima 1,80 m)
Material: Bronze
Técnica: Fundição

Base:
Material: Granito
Técnica: Bujardado
Dimensão: altura máxima 0,50 m

partilhar
conteúdo relacionado

Nota Biográfica

Nascimento: 27 de Dezembro de 1923 – Lisboa

Morte: 21 de fevereiro de 2009 – Lisboa

Parque dos PoetaS

Pétala 05

Leitura Poética

Homenagem a Bernardim Ribeiro
Menina e moça
Deslumbramento
Sonho, inquietação
A lírica atitude
A música das águas
Melancolia
Esperança.
O desfazer das mágoas
Na lembrança.
Os troncos outonais
Anunciando
A iluminada primavera

Localização