Poeta

Francisco Rodrigues Lobo foi um poeta português. Era um Autor regionalista como poucos, apresentava o cognome de “cantor do Lis”, e era considerado o iniciador do Barroco na literatura portuguesa.

Das suas obras, destacam-se: Primavera (1601), O Pastor Peregrino (1608) e Condestabre (1609).

1580 | POETA

Francisco Rodrigues Lobo

foto: Carmo Montanha

vida e obra

Francisco Rodrigues Lobo nasceu na zona de Leiria.
Frequentou a Universidade de Coimbra, onde se licenciou em Direito.
É considerado um dos mais importantes discípulos de Camões.

Autor regionalista como poucos, apresenta o cognome de “cantor do Lis”.
Viveu durante o período de domínio filipino, o que explica que parte das suas obras sejam escritas em castelhano. 

Escreveu romances bucólicos, éclogas e sonetos. Corte na Aldeia (1619) é considerada o primeiro sinal literário do Barroco em Portugal.

Morreu afogado no ano de 1622, no rio Tejo, quando a embarcação em que seguia se afundou.

Francisco Rodrigues Lobo, poeta entre os melhores do seu tempo, deixou uma obra que é ainda lembrada nos nossos dias.

“Fez à sua medida o pensamento
aquela estranha e nova fermosura
e aquele parecer quase divino.”

excerto de "Que amor sigo" |

o poeta no parque

partilhar
conteúdo relacionado

Nota Biográfica

Nascimento: 1580 – Leiria
Morte: 1622 – Lisboa

Biografia

Que amor sigo

Soneto

Parque dos PoetaS

Pétala 11

Escultor: João Oom

Mecenas: Securitas

  • poemas
  • palavras
  • recursos
  • bibliografia

 

 

Não existem ainda palavras para apresentar sobre este poeta.

 

 

 

 

Não existem ainda recursos para apresentar sobre este poeta.

 

 

Consulte a sua obra no catálogo das Bibliotecas Municipais de Oeiras. Clique aqui.